Exposição Liberty in Fashion

A loja Liberty London é, sem dúvida, um dos ícones da cidade, sendo, desde a sua origem, um símbolo de moda, exclusividade e qualidade, mas para quem gosta de costura é mais do que isso. A sua colecção de tecidos, com padrões exclusivos e de alta qualidade, é bastante apreciada por quem gosta de costurar e eu, confesso, sou fã.

Até 28 de Fevereiro de 2016, está a decorrer uma exposição no Fashion and Textile Museum, em Londres, com o tema Liberty in Fashion, a qual fui recentemente visitar e vou partilhar com vocês.

Liberty_1

 

Liberty_33

Liberty_34

A exposição encontra-se organizada de forma cronológica, começando com a abertura da loja em 1875 que, na altura, não produzia ainda os seus próprios tecidos, mas fazia questão de se diferenciar das restantes lojas pelas suas confecções usando tecidos vindos do Japão e, mais tarde, quando este tipo de tecido se tornou mais comum, usando tecidos de outros países Árabes e da Ásia, tentando sempre satisfazer os pedidos do seu público, de artigos exóticos.

Liberty_2

Liberty_26

Liberty_3

É possível ver algumas peças produzidas e comercializadas nas décadas de 1910 e 1920, em que foram usados tecidos como a seda ou rayon com detalhes bordados.

Liberty_27

Liberty_4

Uma das minhas partes favoritas foi, sem dúvida, a secção dedicada à criação de favos (smocking), uma técnica inicialmente usada em zonas rurais de Inglaterra e Gales, nos séculos XVIII e XIX e redescoberta pela Liberty, sendo as peças apresentadas nesta secção das décadas de 1900 a 1920.

Os vestidos bordados tornaram-se a sua imagem de marca durante vários anos, particularmente na filial de Paris.

Achei engraçado que, enquanto visitava esta parte da exposição, estava um grupo de três senhoras a comentar, com entusiasmo, os vestidos e os bordados e como também tinham tido vestidos assim, feitos pela avó! Eu gosto mesmo muito deste tipo de bordado e pretendo aprender… um dia!

Liberty_5

Liberty_6

Liberty_7

Liberty_29

Nos anos que se seguiram à Primeira Guerra Mundial, a moda (assim como várias outras áreas)  teve uma grande evolução e, com ela, também a Liberty.

Já no período que antecedeu a guerra, a Liberty tinha começado a produzir os seus próprios tecidos, mas foi só após o final desta que a sua produção aumentou grandemente, sendo estes tecidos usados não só para a produção das suas colecções como também comercializada a metro, sendo o Tana Lawn e o Sungleam Crepe particularmente populares.

Liberty_30

Liberty_8

Liberty_9

Liberty_10

Mais uma vez, a guerra, neste caso a Segunda Guerra Mundial, trouxe mudanças, caracterizando-se desta vez pelo revivalismo da Art Nouveau, distinguindo-se pelas cores fortes, sob o nome de colecção “Lotus”.

Liberty_28

Nos anos 60 foram vários os estilistas Ingleses que integraram os tecidos Liberty nas suas colecções. A popularidade destes estilistas fez com que Londres se tornasse uma referência no mundo da moda, tendo este novo estilo associado à Liberty criado um novo conceito: “Englishness”.

Liberty_31

Liberty_11

A década de 70 caracterizou-se por uma certa nostalgia, um regresso ao passado, ao redescobrir os padrões florais e a Art Deco que dominou a década de 50.

Liberty_25

Liberty_24

Liberty_14

Liberty_13

Liberty_12

A secção seguinte é dedicada à época actual, tendo eu reconhecido muitos dos padrões hoje comercializados, assim como artigos realizados em colaboração com designers ou marcas conhecidas. Adorei os ténis e não me importava nada de ter uns! 😉

Liberty_32

Liberty_16

Liberty_17

Liberty_23

Liberty_15

Liberty_18

Liberty_19

Liberty_20

A exposição conta ainda com uma secção sob o tema “A Arte dos Padrões” onde são exibidos e abordados os padrões mais emblemáticos, como os florais ou cornucópias, assim como os famosos lenços.

Liberty_22

Liberty_21

Museu: Fashion and Textile Museum

Morada: 83 Bermondsey Street – London SE1 3XF

Quando: 9 de Outubro de 2015 a 28 de Fevereiro de 2016

Preço: £9 (adultos)

 

Espero que tenhas gostado desta visita virtual e caso tenhas uma viagem a Londres planeada até ao final do mês ou mores perto, aconselho uma visita, mas se não puderes passar por Londres, podes sempre deliciar-te com os tecidos disponíveis na loja online, aqui! 🙂

4 thoughts on “Exposição Liberty in Fashion

  1. Parabéns pela reportagem!
    Já estive em Londres várias vezes e nunca consegui ir à Liberty, para grande pena minha. Da próxima não escapa!

    Teresa

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *